Escolas

EPCAr

Unir tradição e modernidade tem sido a receita da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAr) para oferecer um ensino médio de qualidade aliado a uma sólida formação militar. Ao ingressarem na Escola, localizada em Barbacena (MG), os alunos cumprem uma rotina intensa com aulas na parte da manhã e no início da tarde e com a realização de atividades físicas diárias, incluindo vários esportes, como: Natação, Vôlei, Basquete, Esgrima, Atletismo, Tiro ao Alvo, Judô, Xadrez, Futebol, Triatlo etc. A escola oferece a maior piscina coberta da América Latina.

A Escola oferece uma série de recursos humanos e físicos no preparo dos jovens, como assistência psicológica e pedagógica e programas de acompanhamento de monitores e de professores mestres e doutores, aliados a laboratórios modernos para todas as disciplinas.

Durante o curso na EPCAr, os estudantes receberão formação educacional e militar, além de alimentação, alojamento, fardamento, assistência médico-hospitalar e dentária, férias duas vezes ao ano, folgas aos finais de semana e uma bolsa de estudos de aproximadamente R$ 1000,00. Ao final do curso, os alunos receberão o certificado de conclusão do ensino médio e poderão ingressar no Curso de Formação de Aviadores da Academia da Força Aérea (AFA).

Embora os alunos da EPCAr tenham uma carreira pela frente no Curso de Oficiais-Aviadores, os mesmos não precisam necessariamente seguir a carreira militar. Em geral, aqueles que optam pela vida civil, obtêm boas colocações nos vestibulares mais concorridos do país.
Requisitos para ingresso:

  1. Escolaridade: ensino fundamental completo ou estar em fase de conclusão (9º ano);
  2. Sexo: ambos os sexos;
  3. Idade: Não possuir menos de 14 (catorze) nem completar 19 (dezenove) anos de idade, até 31 de dezembro do ano da matrícula no curso.

Situação após o curso: ingresso como Cadete no Curso de Oficiais-Aviadores da AFA.

Colégio Naval

Com ensino médio de alto nível desde 1952, o Colégio Naval vem preparando os futuros alunos da Escola Naval. Disciplina, rotina de estudos e atividades ligadas ao mar marcam a formação dos rapazes que passam pela instituição. Os alunos são preparados para cruzar o mundo como Comandantes dos navios da Marinha do Brasil.

Estudar no Colégio Naval é o sonho de milhares de jovens que todos os anos participam do concurso de admissão. Durante os três anos de curso a grade curricular reúne disciplinas ligadas ao mar, instrução militar e esportes. Seus alunos estudam Biologia, Química, Física, Matemática, Geografia, História, Português, Inglês e Informática. A Educação Física envolve Natação, Futebol, Vôlei, Basquete, Esgrima, Atletismo, Tiro ao Alvo, Judô, Triatlo etc.

Os alunos recebem alojamento, alimentação, assistência médico-odontológica e religiosa, férias duas vezes ao ano, folga aos finais de semana, além de uma bolsa de estudos no valor inicial de R$ 1000,00, aproximadamente.

Entre o mar e a montanha, o Colégio Naval está localizado a 168 km da cidade do Rio de Janeiro, em Angra dos Reis.

Requisitos para ingresso:

  1. Escolaridade: ensino fundamental completo ou estar em fase de conclusão (9º ano);
  2. Sexo: masculino;
  3. Idade: Ter 15 anos e menos de 18 anos de idade no primeiro dia do mês de Janeiro do início do curso.

Situação após o curso: ingresso na Escola Naval como Aspirante do 1º ano.

EsPCEx

A Escola Preparatória de Cadetes do Exército (EsPCEx), localizada na cidade de Campinas (SP), é o estabelecimento que prepara os alunos para o Curso de Graduação de Oficiais Combatentes do Exército.

Para  candidatos de ambos os sexos, a EsPCEx oferece a 3ª série do ensino médio e formação militar aos estudantes.

Na EsPCEx, os alunos recebem conceitos de Educação Moral e Cívica, Hierarquia e Disciplina, Ordem Unida, Justiça Militar, Tiro com Armas e Formação Básica do Combatente, além dos conteúdos do ensino médio estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC).

Durante o curso, os alunos da EsPCEx recebem vencimentos de aproximadamente  R$ 1000,00.

Os aprovados na EsPCEx ingressam diretamente na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), como Cadetes. Em sua formação, os Cadetes passam diariamente por intensa atividade física e intelectual. Os jovens vivem em regime de internato e recebem alojamento, alimentação, fardamento, férias duas vezes ao ano e folgas aos finais de semana.

Sob o lema “Cadete, ides comandar, aprendei a obedecer!”, são formados os futuros comandantes do Exército. Ao final do curso de quatro anos, os alunos saem como aspirante-a-oficial das Armas.

Requisitos para ingresso:

  1. Escolaridade: 3º ano do ensino médio completo ou estar em fase de conclusão;
  2. Sexo: ambos os sexos;
  3. Idade: 16 a 21 anos.
  4. Situação após o curso: ingresso como Cadete no Curso de Oficiais da AMAN.

AFA

Situada em Pirassununga, no interior de São Paulo, a Academia da Força Aérea (AFA) é a instituição responsável pela formação de Oficiais-Aviadores, Oficiais-Intendentes e Oficiais-Infantes, futuros Comandantes da Aeronáutica. Seus cursos são de nível superior e todos recebem o diploma de administrador de empresas. Atualmente, apenas o curso de Oficiais-Infantes é restrito a candidatos do sexo masculino.

Ultimamente, as atenções da AFA estão voltadas para as mulheres. Nos últimos anos, houve o ingresso da primeira turma de mulheres-aviadoras. Por isso, pilotar aviões da Força Aérea, não é privilégio só dos homens. A aceitação de mulheres também abre a possibilidade para que, no futuro, as mulheres possam chegar a mais alta patente da corporação, o posto de Comandante da Aeronáutica. Do mesmo modo, os alunos que optam pelos outros cursos de Intendência e Infantaria desempenham funções de comando ao logo de sua carreira na Aeronáutica.

As aulas são ministradas por professores civis, instrutores militares e monitores. Na grade curricular constam disciplinas como: Matemática, Cálculo Diferencial e Integral, Geometria Descritiva, Informática, Eletricidade, Mecânica, Física, Química, Desenho Técnico, Língua Portuguesa, Inglês, Psicologia. Na rotina da Academia, os cadetes também encontram Educação Física e Instrução Militar, ministradas diariamente, dentro de rígidos padrões, destacando-se a instrução de Pára-quedismo.

Os alunos ficam instalados em apartamentos. As aulas são ministradas nas dependências do Corpo de Alunos. As atividades físicas são realizadas num amplo ginásio, com quadras polivalentes, parede de escalada e duas piscinas. A instituição dispõe, ainda, de pistas de pouso e uma série de hangares com aviões e helicópteros.

Ocupando uma extensa área, a instituição funciona como uma verdadeira cidade. A AFA dispõe de hospital próprio, estação de tratamento de água e vila residencial de oficiais, praças e funcionários civis. Dentro de suas dependências, também se encontra a Fazenda da Aeronáutica de Pirassununga (Faus), especializada em laticínios. A Esquadrilha da Fumaça também fica alojada na AFA.

Requisitos para ingresso:

  1. Escolaridade: ensino médio completo ou estar em fase de conclusão (3º ano);
  2. Sexo: masculino e feminino para os cursos de Aviadores e Intendência, apenas o sexo masculino para o curso de Infantaria;
  3. Idade: 16 a 21 anos no ano do concurso.

Situação após o curso: Aspirante-a-oficial.

EEAr

A Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR), localizada na cidade de Guaratinguetá (SP), é diretamente subordinada ao Departamento de Ensino da Aeronáutica (DEPENS) e têm por finalidade a formação e o aperfeiçoamento de Sargentos, responsáveis por manter em funcionamento as atividades de apoio e de infra-estrutura da Força Aérea Brasileira (FAB).

Atualmente, destinados ao público externo, existem o Curso de Formação de Sargentos de Aeronáutica (CFS-Turma B) e o Estágio de Adaptação à Graduação de Sargento (EAGS).

No CFS, o candidato pode escolher qualquer uma das diversas especialidades, divididas em dois grupamentos: o Básico e o de Serviços. Para cursar uma determinada especialidade, serão avaliadas as notas dos exames de admissão.

No EAGS, o candidato deve possuir formação técnica em uma das especialidades julgadas de interesse do Comando da Aeronáutica.

A EEAR ocupa atualmente um espaço de aproximadamente 10 milhões de metros quadrados, com uma área construída superior a 119 mil metros quadrados, contendo 93 prédios administrativos e 416 residências, distribuídos em três vilas militares: Vila dos Oficiais, Vila dos Suboficiais e Sargentos e Vila de Cabos e Taifeiros.

Requisitos para ingresso:

  1. Escolaridade: ensino médio completo ou estar em fase de conclusão (3º ano);
  2. Sexo: masculino e feminino;
  3. Idade: não ter menos de 17 (dezessete) anos e nem completar 25 (vinte e cinco) anos de idade até 31 de dezembro do ano da matrícula.

Situação após o curso: Terceiro-Sargento.

EFOMM

Escola de Formação de Oficiais da Marinha Mercante – EFOMM é uma Universidade do Mar, um centro de referência para a formação de Oficiais da Marinha Mercante altamente qualificados, não só do Brasil, mas também para jovens cujo país de origem não tenha uma Escola de Marinha Mercante, ou para jovens cujo país de origem possua intercâmbio de alunos, como Peru, Panamá, Equador, República Dominicana, etc. O Brasil atende como referência para a América Central, América do Sul e Parte da África. Isso atesta o nível de capacitação profissional a que o Oficial brasileiro se lança no mercado.

Na EFOMM são formados Oficiais em duas opções de curso: o de Náutica e o de Máquinas. Tanto no curso de náutica quanto no de máquinas, os alunos estudam na Escola em regime de internato durante 3 anos.

O curso terá dois períodos e será desenvolvido em oito semestres, a saber:
– Período Acadêmico, composto de seis semestres letivos em regime de internato, com dedicação exclusiva do aluno e estruturado em um sistema serial anual, dividido em dois semestres; e
– Período de Estágio, compreendendo dois semestres embarcado para o curso de Náutica e um semestre embarcado para o curso de Máquinas, cumprindo estágio supervisionado. 

As atividades de ensino serão desenvolvidas nos Centros de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA) e Almirante Braz de Aguiar (CIABA) e compreendem:
– atividades acadêmicas – desenvolvidas em salas de aula, laboratórios, a bordo de embarcações, plataformas, terminais marítimos, estaleiros e simuladores;
– atividades militares – desenvolvidas com vistas à formação militar-naval e compreendem disciplinas curriculares, embarques, formaturas, cerimônias e eventos cívico-militares, serviço diário, prática de liderança e atividades de rotina das Organizações Militares; e
– atividades extraclasse – destinam-se a complementar o curso e compreendem palestras, seminários, filmes, visitas, atividades sociais e esportivo-culturais, de interesse para a formação do aluno.
Após o término do 3º ano, o aluno realizará, obrigatoriamente, o Estágio de Praticante, denominado Programa de Estágio (PREST), a bordo de embarcações mercantes utilizadas na navegação marítima e no apoio marítimo, exclusivamente em empresas indicadas pelos Centros de Instrução.

Durante os semestres acadêmicos, os alunos são militares, conforme previsto no Estatuto dos Militares, por estarem realizando a Formação de Oficiais da Reserva da Marinha.

Após a declaração de Praticantes, os alunos são desligados do Serviço Ativo da MB, incluídos como Guarda-Marinha na Reserva, de acordo com a legislação em vigor. Como alunos civis, passam a ser regidos pelas Normas do Ensino Profissional Marítimo (EPM) e o Regimento Interno dos Centros de Instrução.

Ao terminar o curso, o aluno será declarado Bacharel em Ciências Náuticas (curso de nível superior), e passará a integrar o Quadro de Oficiais da Reserva não remunerada da Marinha do Brasil, no posto de 2º Tenente.
A EFOMM funciona em regime de internato e oferece ao aluno:

  • ensino gratuito;
  • alojamento;
  • uniforme;
  • roupa de cama;
  • assistência médica e odontológica; e
  • ajuda financeira mensal de aproximadamente R$ 900,00


Requisitos para ingresso:

São condições fundamentais para ingresso: possuir o ensino médio completo ou concluí-lo até o fim do ano da inscrição e ter idade entre 17 e 23 anos em 01 de Janeiro do ano da matrícula. O concurso é para jovens tanto do sexo masculino, quanto do feminino.  

Situação após o curso:  Vencimentos iniciais de R$ 10.000 a R$ 18.000 (variando de empresa para empresa).

EsSA

A EsSa tem como objetivo formar sargentos combatentes das armas de infantaria, cavalaria, artilharia, engenharia, comunicações e de carreira.

O ensino oferecido busca um aprofundamento nos conhecimentos técnico-profissional, reconhecendo os desafios que podem surgir na carreira de um futuro sargento.

Cada aluno conta com as orientações de monitores e instrutores para desenvolver suas atividades em ritmo intenso. A Escola de Sargentos do Exército MG busca, acima de tudo, simular condições de combate e preparar os aspirantes para possíveis situações nos corpos de tropa.

A prática é muito importante na formação dos sargentos do Exército Brasileiro, por isso a EsSa investe em um intenso treinamento militar físico. As atividades servem para formar líderes para comandar grupos em todas condições.

o ser aprovado no concurso de sargento do Exército, o aluno realiza o período básico de instrução. As organizações miliares que trabalham com esse tipo de formação se encontram nas seguintes cidades: Alegrete (RS), Blumenau (SC), Pirassununga (SP), Jundiaí (SP), Altamira (PA), Recife (PE), Fortaleza (CE), Juiz d Fora (MG), Pouso Alegre (MG), Campo Grande (MS), Rio de Janeiro (RJ) e Jataí (GO).

Depois, os alunos participam do período de qualificação, que pode ser desenvolvido em três estabelecimentos distintos. São eles: Escola de Sargentos de Logística (E/sSLog), Centro de Aviação do Exército e Escola de Sargento das Armas.

A escola militar de Três Corações forma oficiais para atuar na linha de frente do combate, focando nas seguintes especializações: Artilharia, Comunicações, Infantaria, Cavalaria, Engenharia e Comunicações. 

Os candidatos aprovados no concurso do Exército recebem uma ajuda de custo mensal de aproximadamente R$1000,00 durante os meses de curso de formação. Eles também contam com moradia, alimentação, assistência médica, psicológica e odontológica.

Requisitos para ingresso:

  1. Escolaridade: ensino médio completo ou estar em fase de conclusão (3º ano);
  2. Sexo: Ambos os sexos;
  3. Idade: 16 a 23 anos no ano do concurso.

Situação após formado:  Terceiro-Sargento.